segunda-feira, 1 de junho de 2020

Jornada nas estrelas Next Generation - Inner light


The Inner Light: A Luz Interior


Antes de começar a ler, sugiro que coloque a seguinte música disponível neste link para o YouTube e então inicie a leitura.

enterprise-d
The Inner Light (A Luz Interior como foi traduzido) é o vigésimo quinto episódio da quinta temporada de Jornada nas Estrelas – A Nova Geração (Star Trek – The Next Generation), foi ao ar em 01 de junho de 1992. Na trama, a Enterprise D durante suas viagens de exploração pela galáxia encontra uma sonda desconhecida, o objeto envia um sinal que faz o capitão Jean-Luc Picard (interpretado por Patrick Stewart) perder a consciência e desmaiar, ele então acorda num planeta chamado Kataan, uma mulher ao seu lado lhe diz que seu verdadeiro nome é Kamin e que ele acabava de acordar depois de dias inconsciente devido a uma doença.
No decorrer da trama Picard descobre que a mulher desconhecida é sua esposa, e que ninguém nunca ouviu falar da nave Enterprise ou da Federação de Planetas Unidos.

aeeyy4x
O tempo passa, de dias a anos, até que Jean-Luc sem nada que o assegure da veracidade de sua história a não ser as lembranças do tempo a bordo da Enterprise, abdica do passado e decide continuar a vida que estava diante de si junto da esposa, dos filhos e dos novos amigos.

tng-inner-light-3
Décadas se passam, seus filhos crescem e algumas pessoas queridas vão embora para sempre. Kamin agora já idoso descobre que seu mundo está condenado, a estrela da qual Kataan orbita estava aumentando as emissões de radiação ao longo dos anos fazendo com que o solo ficasse estéril para a vida vegetal, e logo poderia explodir numa colossal supernova que destruiria toda a vida no planeta.
Kamin tenta avisar os governantes de seu mundo, mas ele recebe a resposta de que a situação cataclísmica já era conhecida e não há nada que as pessoas possam fazer para escapar da destruição, ele é então informado de um último plano que consiste de uma sonda contendo toda a história da civilização, a sonda seria enviada ao espaço para que alguém no futuro pudesse encontra-lá e saber que em algum momento do passado ali a vida surgiu.
Picard então acorda na ponte de comando da Enterprise, haviam se passado cerca de vinte minutos desde que ele perdera a consciência, seus companheiros não sabiam, mas para ele… havia sido uma vida.

tng-theinnerlight
Durante os anos que Jean-Luc viveu em Kataan ele aprendeu a tocar uma flauta e compôs uma melodia, em episódios posteriores vemos ele tocando essa harmonia.
A canção foi composta por Jay Chattaway, que escreveu partituras para diversos episódios da franquia, Jay mais tarde expandiu a música para uma bela versão de orquestra com seis minutos de duração que você esteve ouvindo até agora.
O episódio foi dirigido por Peter Lauritson, o roteiro escrito por Morgan Gendel e Peter Allan Fields é baseado numa estoria imaginada por Gendel.
Em 1993 The Inner Light venceu o prêmio Hugo Award de Melhor Apresentação Dramática.
Hoje esse episódio é tido por fãs como um dos melhores da saga de Jornada nas Estrelas, estando ao lado de City of The Edge Forever (Cidade a Beira da Eternidade), Best of Both Worlds part I e II (O Melhor de Dois Mundos parte I e II) e All Good Things (Todas as Coisas Boas).
Então, deixo aqui uma indicação das séries e filmes de Jornada nas Estrelas  para todos aqueles que sonham com viagens interestelares pela galáxia e conhecer novas civilizações.
Enquanto nossa tecnologia não nos permitir cruzar a galáxia, ao menos viajaremos em sonhos.
Até breve,
Vida longa e próspera \\//_
Para mais informações visite a principal fonte de Jornada nas Estrelas, o Memory Alpha:
http://memory-alpha.wikia.com/wiki/The_Inner_Light_(episode)
Demais fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Inner_Light_(Star_Trek:_The_Next_Generation)



fonte: https://minhaviagempessoal.wordpress.com/2017/02/12/the-inner-light-a-luz-interior/


https://www.trekbrasilis.org/classico/tng/episodios/tng125.htm

nota: há momentos de nostalgia que a gente não sabe explicar e este episodio acaba tocando o coração por sua  musica singela e triste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário